segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Coligação PT e PSDB: produdo “made in” Candiota

Paz, pero no mucho. O peculiar acordo política de Candiota, que liga PT e PSDB, virou um controverso produto de exportação do município, com a marca de “heresia política”, conforme reportagem do jornal Zero Hora desta segunda-feira (17), que traz à público posições de lideranças políticas municipais e estaduais.

Com relação ao deputado Raul Pont e o ex-governador Olívio Dutra, contrários a coligação, as suas marcantes histórias políticas corroboram suas posições de coerência sobre o caso.

Sobre as declarações do vereador e presidente do PT Valmir Cogo e do presidente PSDB Lasie Winkel, merecem considerações o que este disse na matéria de ZH: “a relação tem lá suas crises e duvido que o casamento das duas siglas vá resista intacto a mais quatro anos”.

Conclui a reportagem de ZH, que o país vem impondo restrições ao carvão como matriz energética, por considerá-lo poluente e assim existe uma incerteza quanto às perspectivas econômicas do município.

Como alternativa, gerando mais incertezas, o governo municipal vai exportando “heresias políticas”, até que alguém diga que também é poluente.

Ah, em tempo, quanto as posições do prefeito L.C. Folador e seu vice Paulo Brum, encontramos respostas nas sagradas escrituras, em Coríntios 13:1-4-6-7-8-13 e Filipenses 2.2.

Um raro caso de amor: PT e PSDB estão juntos em Candiota
Em série de reportagens, ZH vai mostrar histórias de cidades gaúchas marcadas por peculiaridades eleitorais

Por: Letícia Duarte
leticia.duarte@zerohora.com.br

Diante de dezenas de bandeiras vermelhas tremulando em frente ao comitê do PT de Candiota, em concentração de militantes durante a campanha, uma mulher de óculos redondos e casaco estampado se aproxima equilibrando duas bandeiras de cores diferentes.

No punho esquerdo, ostenta uma das tradicionais bandeiras com a estrela petista. Com o mesmo ardor, segura na mão direita uma flâmula branca, azul e amarela tendo o desenho de um tucano ao centro: o símbolo do PSDB. Em seguida surgem outras bandeiras tucanas e começa o ato político, onde esquerdistas vestidos com camisetas de Che Guevara, estampadas com a frase Rebeldia Organizada, caminham ao lado de seus companheiros do PSDB.

Saiba mais:

> Clique para ler todas as reportagens da série Sete histórias eleitas
> Acesse a capa de notícias de Eleições 2012

Companheiros do PSDB? Pois é. A cena que em qualquer outro lugar do país seria uma heresia política resume a aliança local. Para desgosto de líderes estaduais dos dois partidos, que tentaram barrar a união em sua origem, PT e PSDB estão de braços dados em Candiota. Não apenas de namoro passageiro, mas com casamento sacramentado pelas urnas.

O atual prefeito, Luiz Carlos Folador, é petista. O vice-prefeito, Paulo Brum, é tucano. E a parceria que causou tanta urticária nas executivas estaduais dos dois principais rivais da política nacional quando surgiu, há quatro anos, foi considerada tão exitosa que as duas siglas decidiram renovar as juras de amor no município, concorrendo com os mesmos candidatos à reeleição, com apoio de PDT, PTB, PSB e PC do B.

— É uma aliança histórica, que deu certo e vai dar de novo — entusiasma-se o vice, erguendo as mãos em comemoração, ao explicar a ZH a aliança.

E é ninguém menos do que a primeira-dama do município, Ana Scholl, 46 anos, a mulher que carrega as duas bandeiras, uma em cada mão, nesta caminhada em 23 de agosto de 2012. É um dia comum da campanha, que transcorre em meio ao julgamento do mensalão, usado como munição de tucanos em todo o país contra seus adversários petistas. Mas ali o assunto passa batido. Ou quase. Só quem toca no assunto com os eleitores é o candidato do PMDB, Odilo Dal Molin, 65 anos, que representa a oposição à dobradinha petista e tucana.

— Essa aliança é esdrúxula, é um projeto de poder — critica o adversário, que tenta explorar essa contradição na campanha, mas diz que enfrenta limitações pela falta de politização dos eleitores.

Unidos e empolgados com a chance de reeleição, tucanos e petistas de Candiota dizem que os temas nacionais "estão longe demais" e o que vale ali é o contexto municipal. A despeito de ideologias, o vice-prefeito define esta como uma aliança de "amizade", onde "as pessoas estão acima dos partidos". Mas foi o pragmatismo o verdadeiro padrinho deste casamento.

A aliança entre os dois maiores rivais da política nacional começou a ser cogitada como uma estratégia para derrotar a supremacia do PMDB, que havia governado sozinho em três dos quatro mandatos desde a emancipação do município. A ficha da oposição caiu após a derrota eleitoral de 2004, quando os três candidatos oposicionistas somaram 62% dos votos, mas acabaram derrotados pelo candidato do PMDB. Decidido a não ver a derrota se repetir em 2008, o então pré-candidato do PT, Folador, deu o braço a torcer e procurou os adversários para uma conversa.

— O perfil do candidato foi preponderante. O Folador é um PT light, não é radical. Se fosse outro candidato não daria acordo — analisa o tucano Carlos Ernesto Betiollo, o ex-prefeito de Pinheiro Machado, que participou da negociação.

Difícil foi convencer os principais líderes dos dois partidos de que essa aliança tinha futuro. Ninguém fora de Candiota conseguia entender por que, em pleno governo Yeda, enquanto os petistas faziam discursos inflamados contra a governadora, os tucanos locais queriam firmar compromisso com seus principais algozes – e vice-versa. A aproximação causou narizes torcidos de ambos os lados. No PT, a executiva estadual chegou a proibir a aliança. Para tentar dissuadi-la, o então presidente do PT, Olívio Dutra, viajou a Candiota. Ao chegar ao município, Olívio foi confrontado:

— Qual é a diferença do PSDB daqui daquele caso do PP que tomou seu lugar no Ministério das Cidades? — questionou o presidente do PT municipal, Valmir Cogo, lembrando da substituição do ex-governador durante o primeiro governo Lula.

Olívio argumentou que o PP era da base do governo Dilma, enquanto o PSDB sempre foi oposição, mas de nada adiantou. Convictos de que era sua única chance de vencer a eleição, recorreram ao diretório nacional do PT e conseguiram o aval para a aliança. Mas muitos não se conformavam.

— O que é que vocês estão fazendo aqui? — indignou-se o deputado Raul Pont ao visitar a cidade.

Na cidade, o espanto não foi menor. Os candidatos cansaram de ouvir piadinhas. Diziam que a aliança era como união de jacaré com cobra d' água, água e azeite, que a união de petistas e tucanos em Candiota iria durar menos do que o carnaval de Torrinhas, localidade nas redondezas conhecida pela modesta empolgação de seus foliões.

Dois anos depois de mostrar que a coligação tinha mais fôlego do que o Carnaval da Sapucaí e conquistar­ a prefeitura, os aliados tiveram de enfrentar outro teste de fogo: sobreviver sem rachas aos ataques cruzados entre PT e PSDB nas eleições estaduais e nacionais. Assim que encerrava o expediente na prefeitura, ia cada um para o seu lado: enquanto os petistas faziam campanha paraDilma Rousseff e Tarso Genro na cidade, os tucanos subiam nos palanques pró-José Serra e Yeda Crusius.

— Quem vinha de fora não entendia o nosso espírito. Acho que saíam daqui e pensavam: que gente mais fria essa. Porque ninguém gritava: Eeeee! Era aquela coisa morna, fria — lembra o prefeito.

Em retaliação pela aliança com o PT, tucanos de Candiota foram preteridos na indicação de cargos no governo Yeda.

— Se pagou um preço alto no governo estadual, fomos praticamente alijados. Tinham resistência conosco, achavam meio estranho esse pessoal meio "apetezado" — conta o presidente do PSDB no município, Lasie Winkel.

Winkel admite que a relação tem lá suas crises e duvida que o casamento das duas siglas vá resistir intacto a mais quatro anos. Mas, pelo menos publicamente, prefeito e vice não poupam declarações de amor. No meio do comício do dia 23 de agosto, Folador abriu os braços para seu vice, entrelaçando simultaneamente as bandeiras de PT e PSDB:

— Paulo Brum é o José Alencar do Lula. Brum é evangélico, eu sou católico. É uma parceria que deu certo.

Pelo menos até 7 de outubro, vale a lógica da poesia: que seja eterno enquanto dure.

69 formas de coligar

Apesar da rivalidade nacional entre PT e PSDB, a convivência entre os dois partidos nos municípios gaúchos não é tão belicosa assim. Tanto que os dois partidos integram a mesma coligação em 69 cidades do Estado.

Mas só em duas encabeçam com prefeito e vice: além de Candiota, o outro município onde isso ocorre nesta eleição é Jacutinga. Ali, o candidato a prefeito é o petista Gelsi Luiz Lodéa, que tem como vice o tucano Roque Carlos Tortelli (PSDB). Na última eleição, os dois partidos apoiaram o candidato único do PP, que tinha Lodéa como vice.

A análise das coligações integradas pelas siglas rivais indica um predomínio petista na hierarquia: o PT indicou o prefeito em 22 das alianças das quais os tucanos participam, e o PSDB apenas uma, em Santa Clara do Sul (com o PP de vice).

Cidade diferente

Os moradores enchem a boca para dizer que Candiota é uma cidade diferente. O motivo mais alardeado é o fato de a cidade de 10 mil habitantes ser composta por seis distritos com infraestrutura praticamente autônoma, o que leva alguns a definir o município como "seis minicidades dentro de uma cidade pequena". Outros chegam a dizer que é o "o único município do Brasil que tem uma Capital", referindo-se a Dario Lassance, conhecida como a "sede" de Candiota, onde fica a prefeitura.

Atualmente, uma das preocupações dos moradores é com o futuro da cidade, que se criou ao redor da Usina Termelétrica de Candiota. Como o país vem impondo restrições ao carvão como matriz energética, por considerá-lo poluente, existe uma incerteza quanto às perspectivas econômicas do município.

> Para ler mais notícias sobre Eleições 2012, clique aqui

Em vídeo, veja a união de tucanos e petistas em Candiota:

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Sérgio Britto: é só falar a verdade!

Sérgio, bata levemente na mesa, levante um pouquinho o tom de voz e, nas reuniões do PMDB, informe a todos que o grande caudilho do passado, Odilo Dal Molin, PERDENDO ESSAS ELEIÇÕES, mesmo assim constará nos registros oficiais como o primeiro comandante político de Candiota, mas nos arquivos públicos será mais um nobre prefeito, assim como já foi “José” e alguns que virão.

Lembre ao primeiro prefeito que o excepcional é ganhar a eleição pela terceira vez, de forma alternada, sem derrotas, passando para historia como uma destacada figura política (quiçá a maior) - do primeiro século de existência do nosso município. Mostrando-se insensível, por modéstia, diga a ele que essa é a batalha das batalhas e que a campanha invicta será motivo de orgulho de múltiplas gerações de descendentes (filhos, netos, bisnetos...). Ser contestado por uns, adorado por outros, é da historiografia da humanidade!

Sem desprezar o já dito, informe aos “cardeais” do partido que chegou a hora da família PMDBritto concentrar energia na busca da vitória. Diga em alto e bom tom, que o resultado destas eleições mostrará o verdadeiro tamanho do PMDB no município e o futuro que os espera.
Eles são suficientemente políticos para entenderem o que isso significa. Eles ainda vão dizer que você é o comandante desse navio e que o “remo” esta com você.

Faltam exatos 30 dias. Dizer ou não dizer, a escolha é sua Sérgio Leite Britto!

CRM formaliza patrocínio a Escola Estadual Seival

A Escola Estadual Seival, recebeu a visita do Presidente da Companhia Riograndense de Mineração (CRM) Elifas Simas e do Diretor Administrativo da Companhia, Marcio Cairuga, que fizeram a entrega de patrocínio no valor de 10 mil reais, para o Projeto Dança na Escola, que foi contemplado pelo Programa de Patrocínios da Estatal.

De acordo com a idealizadora do Projeto, professora Lia Beck, a idéia de formar um Grupo de Danças Gaúcho na escola surgiu no ano de 2011, juntamente com o apoio total de professores, funcionários, alunos e pais de alunos da Escola Estadual Seival.

O projeto propõe-se a tecer as múltiplas redes que existem no mundo contemporâneo entre arte, educação e sociedade. Enfatiza a necessidade de reconhecimento e valorização da dança em situação escolar como conhecimento, percepção e processo criativo, destacando nesse caso a cidade de Candiota, justamente a comunidade de Seival, onde foi proclamada a República Riograndense, levando assim o nome da cidade aos mais longínquos lugares como “Candiota – Berço da República Riograndense”.

Danças Tradicionais Gaúchas revelam tradição gaúcha e são patrimônio Simbólico do Estado. Tradição é a memória cultural de um povo. É um conjunto de ideias, usos, memórias, recordações e símbolos conservados pelos tempos, pelas gerações, transmitidos de pais para filhos, conclui a professora idealizadora do Projeto.


quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Vaga de Eletricista em Candiota

A agência do Sistema Nacional de Empregos (Sine) de Candiota divulga que está selecionando profissionais para vaga de trabalho como eletricista temporário. O candidato deve possuir experiência em montagem elétrica industrial e automação, além de conhecimento em motores elétricos de baixa e alta tensão.

Entre os benefícios ofertados, o selecionado contará com refeitório no local de trabalho e transporte fornecido pela empresa. O expediente é da 7h às 17h.

Os interessados devem comparecer na agência portando currículo e Carteira de Trabalho. O Sine, em Candiota, funciona na avenida Luiz Chirivino, junto à Incubadora Industrial – em Dario Lassance, das 8h às 14h30, e atende pelo telefone (53) 32458081.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Nova Enquete

Tem outra enquete aí do lado direito desta página:

ZÉ DIRCEU E ROBERTO JEFERSON SERÃO CONDENADOS NO JULGAMENTO DO MENSALÃO?
  • Só Roberto Jeferson será condenado 
  • Nenhum dos dois será condenado 
  • Os dois serão condenados 
  • Só Zé Dirceu será condenado
Você pode participar até o dia 23-09-2012.

Enquete Anterior 

Resultado da enquete anterior:

Em sua opinião, quem é culpado pelas precárias condições de trafegabilidade da Estrada Miguel Arlindo Câmara, principal acesso e de interligações de bairros de Candiota?

60,00%- O governo Municipal
22,00%- CGTEE
15,00%- O governo Federal
03,00%- O governo Estadual

Semana Farroupilha de Candiota

A Prefeitura Candiota apresentou, na última sexta-feira, dia 31, a programação oficial dos festejos da Semana Farroupilha no município. O ato de lançamento aconteceu durante show com o grupo Os Serranos, realizado no ginásio Dario Lassance. A atividade foi acompanhada por um público aproximado de três mil pessoas.

Desenvolvida pela Secretaria de Cultura, Turismo, Esporte e Juventude, a programação prevê ações entre os dias 10 e 20 de setembro. Serão palestras, oficinas, apresentações e shows.

Como salienta o secretário Gesiel dos Santos, a tradicional chegada dos cavalarianos com a chama crioula acontece no dia 11, às 9h, junto ao marco da Batalha do Seival. Já o desfile Farroupilha acontece no dia 20, na sede do município.

“Montamos uma programação bem variada com o objetivo de envolver toda a comunidade nos eventos e proporcionar a integração com as comemorações farroupilhas”, destacou dos Santos.


PROGRAMAÇÃO

10/09/2012 – SEGUNDA-FEIRA
10h – Palestra História da Revolução Farroupilha – ONG RS LIVRE
Local: Centro de Eventos Gal. Antônio de Souza Netto – Seival
Participantes: Rede Pública de Ensino, entidades, comunidade

14h – Apresentação do Grupo de Teatro Salve o Rio Grande
Local: Centro de Eventos Gal. Antônio de Souza Netto – Seival
Participantes: Rede Pública de Ensino, entidades, comunidade

19h – Show Musical com Talentos da Terra
Local: Centro de Eventos Gal. Antônio de Souza Netto – Seival
Participantes: Rede Pública de Ensino, entidades e comunidade

11/09/2011 – TERÇA-FEIRA
09h – Chegada dos Cavalarianos com a Chama Crioula
Local: Marco da Batalha do Seival
11h – Recepção aos Cavalarianos
Apresentações artísticas locais, mateada, shows.
Distribuição da Chama Crioula as Entidades Tradicionalistas
Local: Centro de Eventos Gal. Antônio de Souza Netto – Seival

14h – Apresentações Artísticas locais, Mateada, Shows
Local: Centro de Eventos Gal. Antônio de Souza Netto – Seival
Caminhada ao local da Proclamação da República

18h – Show Cesar Oliveira e Rogério Melo
Local: Centro de Eventos Gal. Antônio de Souza Netto – Seival

12/09/2011 – QUARTA-FEIRA
10h–Oficina Campeira de Vaca Parada para Crianças
Local: Centro de Eventos Gal. Antônio de Souza Netto – Seival
Participantes: Rede Pública de Ensino, entidades e comunidade

14h – Palestra A História da Revolução Farroupilha
Local: Centro de Eventos Gal. Antônio de Souza Netto – Seival
Participantes: Rede Pública de Ensino, entidades e comunidade

13/09/2011 – QUINTA-FEIRA
23h – Os Mateadores
Fandango de Integração das Entidades Tradicionalistas
Local: Ginásio Municipal de Candiota

14 a 19/09/2012
23h - Fandango Farroupilha nas Entidades Tradicionalistas

20/09/2012 – QUINTA-FEIRA
13h30 – Desfile Farroupilha e Temático
Local: Praça de Dario Lassance

17h – Mano Lima
Show de encerramento e premiação
Local: Praça de Dario Lassance

domingo, 2 de setembro de 2012

Frases da semana

“Eu não acredito que tenha havido mensalão. Se alguém for considerado culpado, deve ser punido. E, se alguém for considerado inocente, deve ser absolvido.”
 Lula, ex-presidente da República.

“Crimes da intimidade são aqueles cometidos por quem tem poderes suficientes para escamotear provas. O pagamento de propinas não se faz perante holofotes.”
  Rosa Maria Weber Candiota, ministra do STF.

“Não importa o destino dado ao dinheiro, se foi gasto em despesas pessoais ou dívidas de campanha. Em qualquer hipótese, a vantagem não deixa de ser indevida.”
 Rosa Maria Weber Candiota, ministra do STF.

 “Agentes públicos que se deixam corromper são corruptos. Profanadores da República. Delinqüentes da ética do poder.”
Celso de Melo, ministro do STF.

“O relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, vem sendo severíssimo e implacável. Foi indicado por Lula e assumiu em junho 2003. O ministro Cezar Peluso, cujo voto foi importantíssimo para condenar à cadeia João Paulo Cunha – o ministro fixou até a pena para o deputado – também foi apontado por Lula e igualmente assumiu em junho de 2003.”
Ricardo Setti, blogueiro e colunista político.

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Bom Humor - Afinal hoje é sábado


Sine Candiota seleciona vendedor e engenheiro civil

A agência do Sistema Nacional de Empregos (SINE) de Candiota divulga que está selecionando candidatos para ocupar funções de vendedor e de engenheiro civil em empresas locais. Os interessados devem se dirigir até a unidade de atendimento o mais breve possível, portando Carteira de Trabalho e currículo.

Para a função de vendedor, o candidato deve possuir Ensino Médio completo e veículo próprio. O selecionado atuará em Candiota e região. Já a vaga para engenheiro Civil busca um profissional formado, com experiência mínima de dois anos comprovada em empresa local, para exercer atividades de medições de obras e planilhas de controle.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Sine Candiota completa um ano de funcionamento

Neste dia 29 de agosto, a agência FGTAS/Sine Candiota completa um ano de atendimento à comunidade candiotense e da região. O espaço foi implantado por meio de convênio entre a Prefeitura Municipal e a Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), órgão vinculado à Secretária do Trabalho e do Desenvolvimento Social do RS (STDS).

O SINE é um programa do Ministério do Trabalho e Emprego, viabilizado com recursos do Fundo de amparo ao Trabalhador (FAT), operacionalizado nas agências da FGTAS que conta com o sistema informatizado Mais Emprego – Dataprev. A agência oferece serviços de encaminhamento de seguro desemprego, assessoria às empresas interessadas na contratação de mão de obra e cadastro no Sistema Nacional de Emprego aos trabalhadores desempregados. Todos estes serviços são oferecidos de forma gratuita.

“A agência tem como objetivo melhorar as condições de acesso, permanência e retorno dos trabalhadores ao mercado de trabalho local e da região”, enalteceu a coordenadora do Sine de Candiota, Ana Paula Gouveia.

Segundo relatório emitido pela agência do município, neste primeiro ano de funcionamento, foram encaminhados 286 seguros desempregos e 108 profissionais foram auxiliados na retomada do espaço no mercado de trabalho. Além disto, 1.016 trabalhadores foram inseridos no sistema nacional de empregos.

Ainda, conforme Ana Paula, desde o dia 17 de maio deste ano, o espaço também oferece serviço de confecção de Carteira de Identidade, pelo sistema de Identificação de Indivíduos, gerenciado pela PROCERGS. Em torno de 162 registros foram efetuados até o momento.

A agência municipal funciona na avenida Luiz Chirivino, 155, Incubadora Industrial, das 8h às 14h30, sem fechar ao meio-dia, e atende pelo telefone (53) 32458081.

Semana da Pátria de Candiota

A Prefeitura de Candiota, por meio da Secretaria de Educação, divulga desde terça-feira, dia 28, a programação oficial das atividades referentes às comemorações da Semana da Pátria no município.

A abertura dos eventos está agendada para a próxima sexta-feira, dia 31, às 20h, quando acontece a tradicional Corrida dos Archotes e acendimento da Pira da Pátria, na praça Dario Lassance. A guarda do fogo simbólico será realizada do dia 1º ao dia 7 de setembro, e será desenvolvida pelas escolas, entidades tradicionalistas e secretarias municipais.

A caminhada cívica, por sua vez, está programada para o dia 6, a partir das 14h, junto à avenida 24 de Março. O tema municipal escolhido foi “O Tempo e o Vento, nossa história, nossa gente”. “Estamos trabalhando para que no próximo ano, e nos seguintes, o desfile ocorra sempre no dia 7. Para isto, estimulamos a criação de bandas junto às instituições de ensino. Na caminhada deste ano, por exemplo, a Escola Jerônimo já terá apresentação de sua banda”, detalhou a secretária de Educação, Nazionélia Ferreira.

No dia 7, às 14h, na praça Dario Lassance, acontece mateada de encerramento da Semana da Pátria e apresentação com o grupo Talentos da Terra.

Marcos Valério e Pizzolato já condenados

Por: Carlos Newton
Até agora, no embate entre o ministro relator e o ministro revisor, Joaquim Barbosa vai levando vantagem sobre Ricardo Lewandowski. Marcos Valério e Henrique Pizzolato já estão condenados, com seis votos cada, e o deputado João Paulo Cunha passou a ter o voto de quatro ministros a favor de sua condenação no processo do mensalão. Cármen Lúcia, Luiz Fux e Rosa Weber pediram a condenação do petista com base na argumentação do relator, Joaquim Barbosa.

Apenas José Antonio Dias Toffoli pediu sua absolvição, como fez o revisor Ricardo Lewandowski. Por enquanto, o placar de 4 a 2 favorece a posição da Procuradoria Geral da República.

Toffoli, que preferiu não se declarar impedido mesmo sendo amigo de José Dirceu e ter sido subchefe para Assuntos Jurídicos da Casa Civil em 2005, votou pela absolvição do petista das acusações de lavagem de dinheiro, corrupção passiva e peculato, além de absolver Marcos Valério e sócios no caso do suposto desvio de recursos públicos da Câmara dos Deputados – acusados de corrupção ativa e peculato.

Ele, no entanto, condenou os réus no caso de desvio de dinheiro público do Banco do Brasil, assim como todos os ministros até agora. Henrique Pizzolato foi condenado pelos ministros por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato; e Marcos Valério, Cristiano Paz e Ramon Hollerbach por corrupção ativa e peculato no caso do Banco do Brasil.

A ministra Rosa Weber disse que se pronunciará sobre o crime de lavagem de dinheiro posteriormente. Com esses votos, Valério – e sócios – e Pizzolato já têm 6 votos pela condenação de pelo menos dois crimes cada um. O placar configura maioria, já que o Supremo é composto por 11 membros.

Lewandowski e Toffoli, por sua subservância, estão fazendo papel ridpiculo. A atuação demonstra por que é preciso exigir que os ministros do Dupremo tenham notório saber. Os dois são patéticos.

Nota: O julgamento será retomado na quarta-feira à tarde no Supremo Tribunal Federal (STF) com o voto do ministro Cezar Peluso.

domingo, 26 de agosto de 2012

Frases da semana

“O Brasil está se preparando para ser um Estado Policial como a Argentina. Querem correr atrás de quem grita ’pega ladrão’ ao invés de pegar o ladrão.”
Miro Teixeira, deputado PDT-RJ.

“Carminha e Max só na TV. Não vão jogar meu nome no lixão, não, porque eu não sou uma criança indefesa.”
Katia Abreu, senadora do PSD-TO, referindo às ameaças que teria recebido do grupo de Cachoeira em telefonema anônimo.

“Não está fácil. O PT não está conseguindo arrecadar. A arrecadação está fraca, esta devagar.”
João Vaccari Neto, tesoureiro do PT reclamando da dificuldade do partido na arrecadação para as campanhas eleitorais em todo o País.

“O gasto anual das Câmaras Municipais com o salário dos vereadores chega a um bilhão e quatrocentos milhões de reais! Pergunto: Para fazer o quê?”
Cyro Miranda, senador PSDB-GO, via Twitter.

 “O Brasil vive um apagão intelectual.”
Cristovam Buarque, senador PDT-DF

sábado, 25 de agosto de 2012

Bom Humor - Afinal hoje é sábado

AVISO DE UTILIDADE PÚBLICA 
Teste de água tratada contaminada 

A água é um produto consumido por uma enorme quantidade de pessoas e, com as recentes e frequentes reclamações e comentários no Blog, achei por bem reproduzir aqui, no Bom Humor- Afinal hoje é sábado, as orientações que recebi sobre como detectar se a “água-tratada” que consumimos está ou não contaminada.

Leia com atenção. Sua saúde pode depender de um simples teste.

 Os problemas maiores podem ocorrer devido à contaminação da “água-tratada” por duas substâncias: A água oxigenada e a soda cáustica.

Esses dois potenciais contaminantes são usados corriqueiramente na limpeza e higienização das máquinas e utensílios.

No entanto, nos casos em que após a limpeza esses produtos não são retirados completamente, eles podem acabar se misturando a “água-tratada” que será fornecida/vendida e eventualmente prejudicando a saúde dos consumidores.

Felizmente, com um simples teste, qualquer pessoa tem condições de descobrir se a “água-tratada” esta contaminada. Você pode fazer em casa e é muito simples. Basta seguir as instruções:

- uma hora antes de se deitar para dormir beba um copo de “água-tratada” adoçada;

- Durante a noite, se tiver flatulência ou gazes intestinais, solte-os à vontade;

- Logo de manhã, no dia seguinte, usando um pequeno espelho, procure ver as suas nádegas e o local por onde os gazes saíram;

- Se os pêlos dessa região estiverem loiros, a “água-tratada” que você tomou tinha água oxigenada;

- Agora, se não encontrou nenhum pêlo, era com soda cáustica...

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Usinas de Candiota - Só falta o tiro de misericórdia

Não bastasse a exclusão das usinas a carvão dos leilões, desde 2009, o governo federal, a cada ato, não deixa dúvidas que a idéia é atacar em todas as frentes para redução gradativa da energia térmica a carvão na matriz energética brasileira e, pelo envelhecimento das usinas e alternativas (gás natural...), a possível exclusão.

As obrigações estabelecidas no TAC-Termo de Ajuste de Conduta, assinado entre Eletrobrás-CGTEE e Ministério de Minas e Energia-IBAMA, em 13-04-2011, além das questões ambientais, foi o meio “politicamente correto” para decretar o fechamento da Usina Fase “A” (maior que 5 Usinas Candiota-I), em dezembro/2013, além de impor procedimentos de altos custos para operação da Fase “B”, com o provável fechamento de 56% do atual complexo Energético Presidente Médici, até 2016.

Ora! Enquanto a classe trabalhadora, representada pelo Sindicato dos Mineiros de Candiota, se articulava e mobilizava-se com a criação da “Associação Pró Carvão”, eis que o Governo Federal aumentava ainda mais o rigor sobre as usinas a carvão, impondo novas restrições e dificuldades para a utilização da nossa maior riqueza.

Eis que a ANEEL, no mês passado, não cedendo aos pedidos de investidores do setor de carvão, aprovou novos critérios para a resolução normativa 129/2004, que trata do reembolso do custo de combustível para usinas a carvão mineral nacional, valores acima de R$ 500 milhões.

Assim, para o agente ter a garantia de que receberá o reembolso de 100% do custo com carvão, passarão a ser exigidos índices mínimos de eficiência.

Usinas como a Fase “A” de Candiota (126 MW) terão que ter uma eficiência mínima de 30%. A atual eficiência é da ordem de 24%.

A Usina Fase “B” (320 MW) uma eficiência de 35%, hoje no patamar de 25%.

Para a Usina Fase “C” (350 MW), é exigida eficiência de 35%. Recém inaugurada, apresenta uma eficiência neste patamar (37%), conforme dados extraídos de gráfico da própria resolução.

Ao mesmo tempo, observamos um silencio sepulcral do governador do Estado e a apatia dos altos dirigentes da CGTEE e CRM. O que demonstra desmobilização e/ou comprometimento com a política imposta pelo Governo Federal ao setor.

Pois não se vê (ao menos na assembléia da Pró-Carvão) nenhuma ação visando a organização, articulação, esclarecimento e muito menos mobilização das nossas duas maiores empresas do município. Para não ser injusto, a única ação concreta foi a presença de Oxilei Duarte, SA-funcionário da CRM, que será o 1º vice-presidente da nova Associação.

Enquanto isso é decretado que nossas usinas terão que se adaptar às novas normas até 2016. Se não conseguirem receberão subsídios menor do governo.

“Em casos extremos, os limites exigem uma modificação completa na usina”, afirmou Romeu Rufino, relator do texto das novas exigências, em matéria da folha.uol.com.br.

Também por isso, infelizmente, esse é mais um golpe frontal contra o carvão mineral, que combalido busca esquivar-se do tiro de misericórdia!

sábado, 18 de agosto de 2012

Frases da semana

“Até 2020, falta contratar 8.570 MW de energia elétrica vindos da construção de hidrelétricas. Se não conseguirmos, vamos contratar de usinas térmicas.”
Maurício Tolmasquim, presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), do Ministério de Minas e Energia.

“A construção de novas usinas térmicas só vai se concretizar se ocorrerem umas das duas situações: caso algumas das licenças ambientais para as hidrelétricas previstas não sejam liberadas; ou se o consumo de energia previsto for maior do que o estimado.”
Maurício Tolmasquim, presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), do Ministério de Minas e Energia.

“E, agora, apareceu o gás do pré-sal, que, das fontes fósseis, é a mais limpa, enquanto o carvão é a que mais emite CO2. Nessas circunstancias, temos que ver qual é a prioridade para o carvão.”
Maurício Tolmasquim, presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), do Ministério de Minas e Energia.

“Em casos extremos, os limites exigem uma modificação completa na usina”
Romeu Rufino, relator do texto da resolução da ANEEL, que estabelece mais rigor na eficiência das Usinas Térmicas a carvão.

“A tendência é desativar as usinas pequenas e diminuir o uso do carvão”
Fernando Luiz Zancan, presidente da Associação Brasileira do Carvão Mineral, sobre a nova resolução da ANEEL que estabelece eficiência mínima das Usinas Térmicas a carvão.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Governo Federal vê polêmica nas Usinas a Carvão

Um ano atrás, o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), do Ministério de Minas e Energia, Maurício Tolmasquina, já dizia que a construção de novas usinas térmicas a carvão era considerada uma “questão polêmica”. Segundo ele, homem de confiança da presidente Dilma, as térmicas a gás natural seriam priorizadas. As afirmações foram feitas durante a apresentação do Plano Decenal de Expansão de Energia até 2020 (PDE 2020), realizada na sede da EPE, no Rio de Janeiro.

Segundo ele, as térmicas a carvão seriam discutidas, por ser uma questão polêmica. Entende ele, que temos uma grande quantidade de gás, descobertas no pré-sal, que é mais barato e mais limpo. De acordo com o PDE 2020, ao fim da década a oferta de gás vai chegar a 142 milhões de m³ diários. De acordo com o plano, a oferta total no País, acrescida das importações de 30 milhões de m³ por dia de gás boliviano e 21 milhões de m³ por dia de GNL, vai pular de 109 milhões de m³ para 193 milhões de m³ por dia, em 2020.

O PDE 2020 prioriza as fontes renováveis, como as hídricas, eólicas e a partir de biomassa. De acordo com Tolmasquim, a construção de novas usinas térmicas só vai se concretizar se ocorrerem umas das duas situações: caso algumas das licenças ambientais para as usinas hidrelétricas previstas não sejam liberadas; ou se o consumo de energia elétrica previsto for maior do que o estimado. "Até 2020, falta contratar 8.570 MW de energia elétrica vindos da construção de hidrelétricas”. “Se não conseguirmos, vamos contratar de usinas térmicas”. “E, agora, apareceu o gás do pré-sal, que, das fontes fósseis, é a mais limpa, enquanto o carvão é a que mais emite CO2”. “Nessas circunstancias, temos que ver qual é a prioridade para o carvão”, frisou à época.

Enquanto isso, no Ceará, duas novas térmicas são baseadas no uso do carvão importado: a UTE Pecém I, parceria do grupo português EDP com a MPX, de Eike Batista e a UTE Energia Pecém II, empreendimento exclusivo da MPX.

Outrossim, ao mesmo tempo que o governo barra a participação do carvão nos leilões, sob o discurso ambientalista da emissão de CO2, se contradiz ao liberar estes mesmos empreendimentos para venda de energia no mercado livre, não sujeitos aquelas regras, até mesmo com uso de carvão importado, em total desconsideração a nossa riqueza gaúcha e candiotense.

Passado um ano, depois de muito “vai-e-vem”, não temos uma política nacional para o carvão mineral brasileiro e o plano decenal continua não prevendo aumento da participação de energia a carvão mineral no País até 2020. Além das usinas em construção, como as duas do Ceará, o documento do governo não incluiu novas usina a carvão para operação nos próximos oito anos.

Operação Agata 5 em Candiota

Tropas da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada estão desde o dia 06 de agosto atuando na Operação Ágata 5.

A Operação Ágata 5 é coordenada pelo Ministério da Defesa e conta com a participação de diversos ministérios. Segundo o comando da 3ª Brigada, com sede em Bagé, o objetivo da operação, que está sendo realizada simultaneamente na faixa de fronteira, do Rio Grande do Sul ao Mato Grosso do Sul, é o combate à prática de ilícitos transfronteiriços e ambientais, tais como a circulação irregular de mercadorias, abigeato, entre outros. Na área da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada a operação conta com 1,3 mil homens cobrindo os municípios de Pedras Altas, Aceguá, Dom Pedrito, Santana do Livramento e Candiota. Também participam da Operação diversos órgãos, tais como Polícia Federal, Receita Federal, Brigada Militar, IBAMA, Polícia Civil, Ministério da Agricultura e Polícia Rodoviária Federal. 

Além dos Postos de Bloqueio e Controle operado pelas tropas do Exército com apoio dos diversos órgãos, em estradas e vias urbanas e rurais, algumas organizações militares realizam Ação Cívico Social (ACISO) nas localidades com a realização de palestras educativas, atendimentos médico-odontógicos e divulgação das formas de ingresso no Exército Brasileiro. 

Diz ainda a nota da 3ª Brigada, que o emprego das Forças Armadas na Operação Ágata 5 tem amparo na legislação em vigor (Lei Complementar Nr 97, de 09 de junho de 1999, alterada pela Lei Complementar Nr 117, de 02 de setembro de 2004 e pela Lei Complementar Nr 136, de 25 de agosto de 2010) e visa, acima de tudo, firmar a presença do Estado no combate à criminalidade na Faixa de Fronteira, de acordo com os objetivos do Plano Estratégico de Fronteiras. 

Conforme o major José William da Silva, da Seção de Comunicação Social, os militares da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada empregados nesta operação estão preparados operacional e psicologicamente para atuar, junto com as agências governamentais, dentro da lei, respeitando os direitos e garantias individuais previstos na Constituição Federal. 

Em Candiota os militares estão acampados junto a escola a Madrugada com previsão de permanecer no local até o dia 20.

Eletrobras lucra R$ 2,617 bilhões no 1º semestre de 2012

A Eletrobras obteve um lucro líquido de R$ 2,617 bilhões no primeiro semestre de 2012, um resultado 62,4% superior ao lucro de R$ 1,611 bilhão obtido no primeiro semestre de 2011. No mesmo período, o Ebitda (Lucros Antes dos Juros, Impostos, Depreciação e Amortização, em inglês) teve uma variação positiva de 14,8%, passando de R$ 3,753 bilhões no primeiro semestre de 2011, para R$ 4,308 bilhões neste ano. Já no segundo trimestre de 2012, o lucro líquido obtido pela companhia foi de R$ 1,349 bilhão, contra um resultado positivo de R$ 1,268 bilhão nos três primeiros meses do ano, um aumento de 6,4%.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Candiota integra-se ao Sistema Nacional de Trânsito


Durante a terça-feira, dia 14, o Conselho Estadual de Trânsito (CETRAN) efetuou uma inspeção técnica junto ao Departamento Municipal de Transportes e Circulação (DMTC) de Candiota. O objetivo foi avaliar a qualidade do sistema que está sendo estruturado no município para, então, incluí-lo no Sistema Nacional de Trânsito (SNL).

Conforme relata a coordenadora do DMTC, Marta Martins, foram avaliados itens como os projetos de curto, médio e longo prazo para melhorias de sinalização – além da já existente –, o programa de Educação para o Trânsito, a organização estrutural do Departamento (implantado no ano passado), bem como da Junta Administrativa de Recursos de Infrações (JARI) – também instaurada em 2011. “Foi um trabalho bastante detalhado, com análise de uma vasta lista de documentos. O importante é que fomos aprovados”, salientou Marta.

A inspeção foi executada pelos técnicos do Cetran, Olegário Rodrigues Filho e Dilmar Mendes Brasil. “Todos os municípios têm que estar integrados no Sistema Nacional de Trânsito. Há cerca de um mês, Candiota já havia encaminhado a documentação completa. Na avaliação, constatamos que o órgão municipal está em ótimo estado”, destacou Filho, ao informar que todos os documentos foram encaminhados até o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).
O que muda?

Com a aprovação na inspeção, o município passa, automaticamente, no processo para integração junto ao Sistema Nacional de Trânsito. A homologação e inserção no SNL, porém, deve ocorrer dentro de 30 dias.

A partir deste momento, por exemplo, a Brigada Militar terá autonomia de autuar qualquer veículo que estiver em vias do município em situação de parada, circulação ou estacionamento, inclusive com aplicação de multas por infrações.

No que diz respeito ao poder público municipal, o DMTC passa a ser o órgão responsável pelo desenvolvimento de atividades de engenharia de tráfego, ações educativas de trafegabilidade, além de controle e análise de estatísticas referentes à circulação de veículos.

A coordenadora aponta alguns dos primeiros trabalhos que deverão ser executados. “Temos alguns serviços já estabelecidos para executar. Um deles é a troca de placas e reforço da sinalização existente, bem como a implantação de um sistema controlado para cargas e descargas”, adiantou. Outro ponto citado é sobre a regulamentação de circulação de veículos pesados dentro dos bairros. “Vamos delimitar rotas alternativas de acesso e de tráfego”, comentou. Marta também destaca a instalação de sinalização específica junto às intuições de ensino como uma das ações que deverão ser instauradas o mais breve possível.

Fim da invasão em Candiota

Um grupo de 25 policiais, da Brigada Militar de Candiota e Pelotão de Operações Especiais (POE) de Bagé, cumpriram um mandado judicial de reintegração de posse em Candiota, na tarde de ontem.
Foto: Sidimar Rostan / Jornal Tribuna do Pampa
Desde o dia 10 de agosto, quando um grupo de 200 pessoas saiu de uma área do governo municipal, 30 dissidentes invadiram uma área particular no bairro Dario Lassance.
Durante a reintegração, havia apenas 12 pessoas, que reagiram pacificamente à intervenção policial. Não foi necessário o uso da força. Todos foram identificados e uma ocorrência policial foi registrada.



Fonte: Jornal Minuano

PTBras

Por: Aécio Neves
Nunca antes na história deste país a mais importante empresa brasileira serviu tanto aos interesses do governo e de um partido. O petismo praticamente "privatizou" a Petrobras, colocando em segundo plano os interesses da empresa e do Brasil.

A Petrobras não cumpre metas de produção desde 2003 e, com isso, perdeu receita de R$ 50 bilhões. Os prejuízos com a importação de gasolina e diesel neste ano já somam R$ 2,9 bilhões, valor 239% superior ao do mesmo período de 2011 (R$ 648 milhões).

De quebra, os preços artificialmente baixos da gasolina vêm inviabilizando o etanol. As importações de gasolina aumentaram em 370% em relação ao mesmo período de 2011. Mas as incongruências não param aí: o custo da refinaria Abreu e Lima (Pernambuco) -projeto em "parceria" com a venezuelana PDVSA, que ainda não aportou nenhum recurso na obra- multiplicou-se por dez, de US$ 2,3 bilhões para US$ 20,1 bilhões.

As refinarias Premium I e II (Maranhão e Ceará), previstas para 2013 e 2015, foram adiadas para 2017. Também em decorrência de atrasos crônicos, o Comperj mantém encaixotados equipamentos sofisticados à espera do porto e da estrada que dariam apoio logístico à obra e que não existem.

A Petrobras comprou uma refinaria em Pasadena (EUA) por US$ 1,18 bilhão, em duas etapas, quando a ex-sócia adquiriu o ativo por US$ 42,5 milhões sete anos atrás. Trata-se de uma valorização de 2.700%.

O navio-petroleiro João Cândido voltou ao estaleiro Atlântico Sul por erros de projeto e entrou em operação com dois anos de atraso. Há dúvidas sobre as demais encomendas, visto que o sócio detentor da tecnologia -a coreana Samsung Heavy Industries- abandonou a parceria e não há substituto.

Desde o processo de capitalização em 2010, o comportamento das ações da Petrobras ficou abaixo do Ibovespa. Agora, a presidente da empresa, Graça Foster, parece estar disposta a enfrentar os malfeitos herdados pelo petismo do próprio petismo, em uma década de desapreço pela gestão profissional. No entanto uma gestão com os diagnósticos corretos não será capaz de inverter esse quadro de deterioração se não houver uma mudança de orientação do governo Dilma, que é o acionista controlador, em relação à Petrobras.

Garantir maior transparência dos atos e motivações que definem as decisões da empresa é uma das questões que se colocam. Outro bom começo seria combater o aparelhamento a que a companhia vem sendo submetida. Uma empresa estratégica e complexa como ela não pode funcionar como moeda de troca pelo apoio de partidos ao governismo.

O maior desafio é, portanto, acabar com a PTbras e trazer de volta para os brasileiros a Petrobras.

Fonte: jornal a "Folha de S. Paulo".

domingo, 12 de agosto de 2012

Frases da semana

“Apesar das inúmeras menções ao PT e a cúpula do partido, em nenhum momento as defesas de Dirceu e Genoíno mencionaram, nem uma única vez, o nome do ex-presidente Lula, mas o advogado de Delúbio não foi convidado para a estratégia e na sua introdução escancarou que tudo começou na montagem da chapa Lula e José Alencar, em reunião na qual Lula estava presente.”
 Marina Bertucci, do escritório Lira Rodrigues, Coutinho e Aragão Advogados.

“Você acha que um sujeito safo como o presidente Lula não sabia? O presidente se disse traído. Foi traído por quem? Pelo José Dirceu? Pela mídia?”
 Marco Aurélio Mello, ministro do STF.

“Tenho mais coisas para fazer do que isso. Quem tem de assistir são os advogados.”
 Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República, sobre o julgamento do mensalão.

 “Creio que o Supremo fará justiça. E na visão do Ministério Público, justiça é condenar todos.”
Roberto Gurgel, procurador-geral da República.

“Sobre o mensalão, ele faz a denúncia na TV e no STF, mas é espuma, nos autos não tem nada daquilo que ele falou. Ele (Roberto Gurgel) quer aparecer e isso não está certo.”
 Jilmar Tatto, deputado-PT/SP, líder do PT na Cãmara, criticando a Turminha do MPF, site que explica o mensalão para crianças, produzido pela instituição chefiada pó Gurgel.

sábado, 11 de agosto de 2012

Bom Humor - Afinal hoje é sábado

Pavimentação do bairro João Emílio recebe últimos ajustes

O projeto que prevê a pavimentação de quase a totalidade das ruas do bairro João Emílio, em Candiota, está em fase final. Durante esta semana, as atividades foram concentradas na colocação dos blocos de concreto na última quadra restante para o encerramento dos trabalhos.

Segundo relata o secretário de Obras e Serviços Público, Renato Cunha, o serviço está em seu último estágio. “Agora, basicamente, estão sendo executados os ajustes finais da obra. A pavimentação está praticamente concluída”, esclareceu.

Cunha acrescenta, ainda, que os trabalhos também estão direcionados, neste momento, na finalização das bocas de bolo construídas, fixação dos meios-fios com aterramento, e correção dos blocos do pavimento. “São detalhes que vão garantir a qualidade da obra. Conforme havíamos agendado, este projeto será concluído neste mês”, afirmou.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Campo do Atlético - 3 anos de espera

Para os supersticiosos o mês de agosto é um mês agourento, de má sorte e acontecimentos trágicos. No universo caboclo é o mês do cachorro louco e consequentemente do lobisomem.

Pois não é que três anos atrás, exatamente no dia 1º de agosto, esteve em Candiota o Dep. Federal Paulo Pimenta-PT, reuniu-se com o Prefeito, Secretários, Vereadores e anunciou a liberação de R$ 100 mil, de uma emenda parlamentar de seu gabinete, destinado a reforma do estádio Tarumã, mais conhecido como Campo do Atlético. Confira a notícia na íntegra, em postagem de 04-08-2009, clicando aqui.

Ossos do ofício à parte, o cenário do Campo do Atlético é desolador, abandonado, onde hoje crescem mudas de acácias e eucaliptos, cercadas de ervas daninhas, na porta de entrada da nossa cidade.

Mas calma, não se aflige, nosso folclore sabe defender-se de tudo isso: para evitar o cachorro louco recomenda-se o uso de roupas pelo avesso, os incêndios são evitados com uma boa oração para São Lourenço e outras tragédias um galhinho de arruda na orelha já resolve.

Agora, quanto ao lobisomem, não há o que fazer, pois ao invés de azar, diz que o bicho traz muita sorte, o Seival que o diga!

Ah, já ia esquecendo, para a incompetência e má gestão do dinheiro público, como diz o negrão Collares: “o voto é tua única arma! Põe o teu voto na mão!”

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Vaga para Auxiliar de Almoxarifado em Candiota

A agência do Sistema Nacional de Empregos (Sine) de Candiota divulgou que está selecionando interessados em ocupar vaga de Auxiliar de Almoxarifado. Os candidatos devem comparecer na unidade do município portando currículo e Carteira de Trabalho.

Segundo a coordenadora local do Sine, Ana Paulo Gouveia, os requisitos para preencher a vaga são: possuir experiência em serviços administrativos e conhecimento nas áreas de informática, controle de estoque e mecânica. “O cargo disponibiliza benefícios como transporte, alimentação, cesta básica e plano de saúde”, informou.

O Sine/Candiota funciona das 8h às 14h30, na avenida Luiz Chirivino, nº 155, junto à Incubadora Empresarial, na sede do município.

A mão que afaga é a mesma que derrota

Nos meios políticos de Candiota ele é conhecido como um Gigante. Para esse blogueiro, por ora, simplesmente Gigante.

Nos bastidores ninguém nega que ele foi grande e fundamental peça da locomotiva do PT que levou Luiz Carlos Folador à prefeitura de Candiota.

Pois não é que na última sexta-feira, quando da fundação da Associação Pró-Carvão (APC), o grande fato político foi o reaparecimento do homem.

Passados três anos, agora o Gigante se apresenta ao lado de Odilo Dal Molin, fazendo questão de informar o seu apoio ao candidato do PMDB nas eleições municipais de outubro.

O fato causou estranheza e era visível a surpresa dos presentes, em especial nas hastes petistas.

Nem preciso dizer que a repercussão, pelo visto, vai ser gigante.

Manifestantes iniciaram demarcação de lotes de área invadida

Quatro dias após a invasão de área em Candiota, os manifestantes seguem instalados no local.


Foto: Francisco Porto
A área é destinada à construção de 207 moradias populares através do programa do governo federal “Minha casa, minha vida”. O Poder Judiciário já determinou a reintegração de posse ao governo municipal, mas até o momento as negociações não avançaram. 

Os manifestantes aproveitaram o tempo estipulado para a desocupação para iniciar as marcações dos lotes. O representante do grupo, Edismar Quadros, explica que acredita em uma negociação positiva com o poder público, por isso o grupo iniciou as demarcações.

Segundo ele, existem mais duas áreas que foram ocupados por manifestantes no passado e, hoje, somam centenas de casas. “Não temos para onde ir. Se a prefeitura não dá condições de moradia e trabalho, nós precisamos ocupar para conseguir alguma coisa mesmo”, declara. 

Quadros conta que a intenção é conseguir derrubar a liminar de reintegração até hoje. Se não for possível, manterão a ocupação, e continuarão as tratativas e as negociação com o poder público. Para ele, trata-se de uma questão social, devendo ter a atenção e ser observada pelas autoridades, pois os manifestantes estão em busca de moradia e se dispõe a construir no local se obtiverem licença do poder público. “Nós estamos defendendo uma causa social. Se tem o projeto dessas moradias populares aqui fica até mais fácil, porque nós só queremos a área, vamos construir por nossa conta”, explica. 

Prevista para iniciar até o final do ano, as obras do residencial estão em processo de licitação através da gerenciadora do programa, Caixa Econômica Federal. A expectativa é de que os manifestantes cumpram a medida judicial ainda nesta semana, de forma pacífica, sob a supervisão da Brigada Militar.

Fonte: Jornal Minuano

EJA forma nova turma em Candiota

Na última sexta-feira, dia 3, a sede do Sindicato dos Mineiros de Candiota recebeu a solenidade de formatura da primeira turma do Educação de Jovens e Adultos (EJA) do município, no Ensino Fundamental, após a alteração do sistema de anual para semestral.

Presente na cerimônia, a secretária de Educação, Nazionélia Ferreira, parabenizou os formandos e destacou a gratificação do município em poder garantir as condições necessárias para a conclusão dos estudos de cada um. “Uma das principais metas da Educação é viabilizar oportunidades aos jovens e adultos que, por um motivo ou outro, não conseguiram cumprir a sua agenda escolar regular. Para isto, a escola deve estar preparada”, salientou, ao acrescentar, ainda, que: “percebemos o desejo de cada um deles em prosseguir buscando mais e novos conhecimentos. Isto, com certeza, torna o nosso trabalho muito mais gratificante”. A secretária ressaltou, por fim, o “excelente” trabalho executado pela diretora Ana Jovelina Fernandes e pela vice-diretora Lia Beck, no desenvolvimento do programa.

Conforme relata a coordenadora do EJA, Érica Machida, 19 estudantes concluíram seus estudos na ocasião. “Neste grupo tivemos dois alunos surdos que contaram, durante todas as aulas, com o acompanhamento de intérpretes da Secretaria de Educação para sua formação”, enalteceu, ao apontar a qualidade estrutural e pedagógica do programa.

Para adentrar no EJA no Ensino Fundamental o interessado deve possuir 15 anos completos. “O aluno pode concluir o curso em um prazo máximo de dois anos, ou mesmo de seis meses (período mínimo). Estudantes que já tiveram algum acesso ao Ensino Fundamental têm sua carga horária considerada e passam por uma prova de classificação”, explicou Érica.

A próxima formatura está agendada para dezembro deste ano. Já a próxima seleção deve ocorrer em março de 2013. No município, as aulas do EJA, no Ensino Fundamental, acontecem na Escola Neli Betemps, no período noturno.

Foto: Felipe Valduga

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Tensão em Candiota: área é ocupada por cerca de 100 manifestantes

Uma área destinada à construção de 207 casas do Programa “Minha casa, minha vida” foi ocupada, na quinta-feira, em Candiota, por trabalhadores assalariados e filhos de assentados.

No dia 03, o Poder Judiciário determinou a reintegração de posse à prefeitura, mas os ocupantes permaneceram. A Brigada Militar de Bagé e Pelotão de Operações Especiais uniram-se à polícia candiotense e, até o fechamento desta edição, tentavam negociar uma desocupação pacífica.
Condições de sobrevivência é a solicitação dos ocupantes. Edismar Quadros, representante do grupo que se instalou na área, conta que eles são filhos de agricultores que migraram para a cidade para trabalhar: “o campo não nos dava condições de sobrevivência, então viemos para a cidade. Aqui moramos de favor, por isso queremos nossas casas. Logo aqui na frente existem duas áreas de ocupação, com várias famílias morando. Nós queremos esta para construirmos nossas residências”, defende. 
A procuradora do município, Luciane Cruz, afirma que as obras do residencial iniciam até ao final do ano e que há um processo de licitação, coordenado pela Caixa, financiadora do “Minha casa, minha vida”. “Existe um cadastro único do município, no qual as famílias se inscrevem para se beneficiarem do programa. Essas residências são destinadas a trabalhadores com renda entre zero e três salários mínimos, ou seja, é para a habitação popular”, explica. 

Até o momento não houve negociação com a prefeitura: “Se o pessoal desocupar, o prefeito quer reunir-se com os representantes do grupo na quarta-feira, às 15h. Caso não desocupem, não há reunião”, esclarece a procuradora. O major Emílio Teixeira, da Brigada Militar, conta que está na primeira fase de negociação: “Estamos na tentativa de fazer com que os ocupantes cumpram a medida judicial voluntariamente”, alerta.

Fonte e fotos: Jornal Minuano

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Governador Tarso e os Blogueiros

O governador Tarso Genro, recebe nesta sexta-feira (3) blogueiros do Rio Grande do Sul e outros Estados para apresentar projeto do Conselho Estadual de Comunicação. 

No encontro, exclusivo para blogueiros, o governador fala sobre os principais pontos do Conselho, que tem como objetivo promover o debate sobre o papel da Comunicação Social, atuando pelo interesse da sociedade em relação às políticas públicas voltadas à área e em defesa de sua democratização. 

Após a apresentação do governador, serão abertas de seis a oito inscrições para perguntas.

Sesmarias será comercializado na loja da Miolo na China

China receberá em agosto as primeiras garrafas do vinho Sesmarias, elaborado pela Miolo Wine Group. A bebida, ícone do projeto Seival Estate, situado na Campanha Gaúcha, será comercializada na loja da Miolo em Xangai, inaugurada no último trimestre de 2011 pelo importador Ningbo Ke Peng. De acordo com a gerente de relações internacionais da MWG, Morgana Miolo, a demanda pelo Sesmarias é reflexo do crescimento do consumo do vinho fino brasileiro de qualidade pelos chineses. “Exportar o Sesmarias para a China significa uma nova oportunidade de mostrarmos nossos melhores vinhos e o potencial da região da Campanha”, afirma.

O Sesmarias chegou ao mercado em 2010 e é resultado de um corte de seis variedades de uvas tintas de vinhedos com produtividade muito baixa. É elaborado a partir do processo de fermentação integral utilizado nos grandes châteaux na França, no qual as uvas selecionadas são colocadas inteiras nas barricas novas de carvalho francês durante uma semana a um pico de temperatura de 28 graus. Não passa por colagem nem filtração. Envelhece 12 meses em barricas novas de carvalho francês e mais um ano na garrafa. A produção não chegou a 5 mil garrafas.

Inicia o julgamento do mensalão

Em maio de 2005, começo a vir à tona um dos maiores escândalos de corrupção envolvendo suposto pagamento de propina com dinheiro público.

O caso imortalizou um das praticas mais ramificadas da política brasileira, enraizada e propagada da moderna Brasília ao mais primitivo dos município deste pais: O PAGAMENTO DE FAVORES POLÍTICOS.

O processo, com 38 réus, acumulou 50 mil páginas desde a denúncia apresentada. Mais de 600 testemunhas foram ouvidas.

Pela primeira vez, a mais alta Corte organizou um calendário especial para o maior e mais importante julgamento da história do STF (Supremo Tribunal Federal).

Embora possam ser absolvidos pelo STF, para Chico Caruso os envolvidos já foram condenados.

Leia e acompanhe a sequência de charges. Clique aqui

Assista ao-vivo aqui no TC7 o julgamento


Nova Enquete

Tem outra enquete aí do lado direito desta página:

Em sua opinião, quem é culpado pelas precárias condições de trafegabilidade da Estrada Miguel Arlindo Câmara, principal acesso e de interligações de bairros de Candiota?

O governo Federal
O governo Estadual
O governo municipal
A CGTEE

Você pode participar até o dia 31-08-2012.

Resultado da enquete anterior

COGITOU-SE E SE COGITA, EM CANDIOTA, DA CONSTRUÇÃO DE UM CENTRO ADMINISTRATIVO PARA AGRUPAMENTO DE TODAS AS SECRETARIAS E SERVIÇOS PÚBLICOS NA SEDE DO MUNICÍPIO. VOCÊ É CONTRA OU A FAVOR?

59,90% A FAVOR: vai reduzir custos e otimizar os serviços públicos.
41,10% SOU CONTRA: Vai transformar a Vila Operária num bairro dormitório e induzir o crescimento da sede, uma área com problemas ambientais.

terça-feira, 31 de julho de 2012

15 anos de Eletrobras CGTEE

Completamos neste 28 de julho,15 anos. Somos uma empresa pública muito jovem mas com uma trajetória de vida bem marcante. Resultado do desmembramento da CEEE - Companhia Estadual de Energia Elétrica na época, um espólio a ser liquidado, privatizado, assim como outras grandes empresas brasileiras foram. Quem viveu as batalhas contra as privatizações, marco principal da implantação do neoliberalismo no Brasil, sabe como foi importante manter este patrimônio público nas mãos dos gaúchos e dos brasileiros.

Passamos por muitas dificuldades nos últimos anos e agora o momento requer muita atenção. Problemas de deficiência técnica nos equipamentos de geração em nossas unidades mais antigas deixa nossa produção diária abaixo das nossas necessidades financeiras. Assim como os nossos compromissos com o financiamento da Fase C nos levam a adotar medidas de contenção de despesas para evitar risco nos investimentos e no custeio.

O histórico da nossa empresa nos permite compreender como é difícil a travessia para consolidar uma empresa pública mesmo assim, sempre garantimos aos nossos empregados, ganhos reais na política salarial e social, progressão na carreira, distribuição e participação nos resultados e auxílios.

As termelétricas a carvão deverão responder entre 32% e 35% do consumo mundial de energia até 2050, ultrapassando o petróleo como a principal fonte energética. Até 2050, a demanda mundial de carvão deverá atingir os 12,6 bilhões de toneladas.

Pela extensão e pela economicidade das suas reservas carboníferas, o Rio Grande reúne todas as condições para continuar sendo considerado como sítio prioritário da geração termelétrica a partir do carvão mineral.

Sabemos que o Brasil precisa aproveitar suas enormes jazidas. E a energia que vem do carvão é fundamental para a segurança do Sistema Interligado Nacional. Está claro para nós que cada movimento da produção deve acontecer com um movimento correspondente no sentido da preservação e da responsabilidade social. Ou seja, a construção do futuro deve empregar a energia do carvão para clarear as noites brasileiras, mover as máquinas que trazem o progresso e iluminar os horizontes do país. Mas este uso deve acontecer em sintonia afinada com a proteção do homem e da natureza.

Recentemente concluímos a revisão do Planejamento Estratégico da empresa para o período de 2012 a 2021. Neste primeiro momento buscamos o alinhamento ao plano da Eletrobras com a participação do corpo funcional. Ainda temos enormes desafios na etapa que segue do planejamento. Pretendemos até 2021 consolidar e expandir o negócio, introduzindo novas fontes de energia, prioritariamente na matriz térmica, com práticas e resultados compatíveis aos das melhores empresas do setor elétrico nacional.

Nesta curta caminhada já conseguimos fincar os alicerces de um futuro melhor e que cabe somente a nós, nesses próximos anos, aproveitar plenamente a oportunidade histórica que estamos vivendo. Para isso, precisamos nos unir em torno desse grande desafio que é o de consolidar a ELETROBRAS CGTEE. Mas se a história pode eternizar instituições como a nossa, devemos sempre lembrar que ela é feita por pessoas.

Agradecemos a todos que nos ajudam diariamente a consolidar esta empresa que é de todos os brasileiros. Construindo um Brasil cada vez melhor. Um país que seja forte economicamente, rico espiritualmente, justo socialmente. Um país do qual possamos todos nos orgulhar sempre.

Um abraço a todos os trabalhadores(as) que ajudam a construir diariamente a Eletrobras CGTEE.

A DIRETORIA

A hora da verdade

Por: Ricardo Noblat
Já valeu!

No país da jabuticaba e do jeitinho, do esperto que leva vantagem em tudo e da impunidade que beneficia os mais influentes e endinheirados, dá gosto ver 38 notáveis do governo passado enfrentando anos de incerteza quanto ao seu futuro próximo.

Na condição de réus são acusados pelos crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva, peculato, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta.

Acabarão condenados?

Convenhamos: foram condenados, embora possam ser absolvidos pela Justiça.

Lembra-se de Fernando Collor?

Acusado de corrupção, renunciou ao cargo de presidente para escapar do impeachment no Senado. Ignorou-se sua carta-renúncia. Decisão política, meus caros!

O mandato de Collor foi cassado por larga margem de votos. Mais tarde, o Supremo Tribunal Federal (STF) o absolveu por falta de provas de que prevaricou.

Mudou a situação de Collor? Ele passou a ser apontado como uma triste inocente vítima de escandalosa injustiça?

Collor pode se reeleger senador em seu Estado quantas vezes queira ou quantas os alagoanos desejem. E ser tratado pelos poderes da República com as mesuras reservadas a todo ex-presidente.

Pouco importa. Daí não passará.

Está escrito com tinta irremovível na memória coletiva que ele deixou roubar antes e durante o seu governo. E que desfrutou do roubo. Isso é suficiente para impedi-lo de sonhar com a recuperação da sua imagem.

Mesura nada tem a ver com respeito. Tem a ver com protocolo. Collor é um morto-vivo, um fantasma que vaga pelos corredores do Senado.

As prerrogativas dele são iguais às dos seus colegas. Nem por isso Collor é igual a eles. Faz parte de um passado que desejamos envergonhadamente esquecer.

O "caçador de marajás" foi uma fraude. Hipnotizou a maioria dos brasileiros ansiosos por mudanças. Os candidatos da mudança foram para o segundo turno. Collor derrotou Lula.

Por que Lula, que considerou "prática inaceitável" o suborno de parlamentares, confessou sentir-se traído por antigos companheiros e foi à televisão pedir desculpas?; por que ele, agora, se refere ao "mensalão" como uma farsa montada com o único propósito de derrubá-lo? O que o fez mudar de lado?

Não vale responder que Lula é uma "metamorfose ambulante". E que se reconhece como tal.

A verdade - ou algo parecido: o julgamento dos mensaleiros é também o julgamento de Lula e do PT. Lula quer ser lembrado como o "pai dos pobres". Não como o chefe dos mensaleiros. Nem dos aloprados. Nem...

O julgamento marcado para começar nesta quinta-feira não revelará o PT que temos por que esse já sabemos qual é. Revelará o STF que temos. Um STF capaz de ignorar o clamor popular pela condenação dos acusados - e assim afirmar sua independência. Ou um STF capaz de ouvir o clamor - e assim dar o basta mais forte à impunidade.

Da redemocratização do país para cá, dois dos três poderes da República se viram expostos a sucessivas avaliações da sociedade – o Executivo e o Legislativo. Esse último foi reprovado todas as vezes.

Chegou a hora do Judiciário, o poder mais refratário a qualquer tipo de exame. O mais fechado. O mais autocrático.

Oremos por ele!

Dadá, PT e PSDB

Para a grande maioria um desconhecido, nos meios políticos um inconfundível boa prosa: Seu nome ressurgiu, não como pré-candidato a vereador, mas de forma desabonadora quando estourou o escândalo do Cachoeira. O caldo entornou, quando foi apontado por dois policiais que atuaram na Operação Monte Carlo de ser o pagador de um mensalão (outro =/ -->) a policiais de Goiás, do governador Marconi Perillo (PSDB). Leiam um trecho de reportagem de quarta-feira (25) do “Valor Econômico”:

“A Justiça Federal em Goiânia dará continuidade esta manhã aos depoimentos do processo penal da operação Monte Carlo, em que Carlinhos Cachoeira e outros sete réus são acusados de formação de quadrilha armada, corrupção, peculato e violação de sigilo funcional.

Em depoimentos que duraram mais de três horas cada um, eles relataram detalhes encontrados nas investigações, como o pagamento de uma espécie de “mensalão” pelo grupo de Cachoeira a policiais para que colaborassem com o esquema de três formas: passando informações sigilosas sobre operações para fechar casas de jogos, fechando pontos de jogos não autorizados ou garantindo a segurança das casas de integrantes do grupo.

“Havia um pagamento mensal a diversos policiais civis e militares, e quem efetuava geralmente era o Dadá [o sargento aposentado da Aeronáutica Idalberto Matias de Araújo, um dos réus no processo]“, disse Fábio Alvarez.

Já segundo as investigações da PF, conforme reportagem do “Estadão”, o deputado Protógenes Queiróz (PC do B), apareceria em ao menos seis conversas suspeitas com o Dadá, que esteve a serviço de Protógenes na Operação Satiagraha e, nas conversas, recebe orientações do ex-delegado sobre como agir para embaraçar a investigação aberta pela corregedoria da PF sobre desvios no comando da operação que culminou com a prisão do banqueiro Daniel Dantas.

Segundo policiais federais, em depoimento colhido de forma oficial, Dadá era o “pagador” do esquema Cachoeira. Sim, o mesmo Dadá que mantinha encontros com Protógenes, hoje deputado.

Seu nome também surgiu num caso de, por assim dizer, “varredura”, agora a mando do governador do DF, Agnelo Queiroz (PT).

Depois de todas estas informações, inclusive depoimentos oficiais, comecem perguntando o que exatamente fazia Dadá – Trabalhava para Cachoeira? Trabalhava para Agnelo Queiroz (PT)? Trabalhava para Marconi Perillo (PSDB)? Trabalhava para todos?

Trabalho para a PF e a CPI.

Prefeitura vai ofertar cursos de pedreiro e carpinteiro

Com o objetivo de ampliar a oferta de capacitação profissionalizante junto à comunidade, a Prefeitura de Candiota vai oferecer curso de pedreiro e carpinteiro. As inscrições podem ser efetuadas junto ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). O prazo encerra no dia 15 de agosto.

Segundo a secretária de Ação Social, Trabalho e Renda, serão disponibilizadas um total de 50 vagas – 25 em cada capacitação. “As aulas iniciam no dia 20 de agosto e acontecerão junto ao Senai. O curso de Pedreiro será desenvolvido das 8h às 12h, somando 100 horas/aula, e o de Carpinteiro das 13h30 horas até as 17h30 horas, em um total de 40 horas/aula”, detalhou.

Para ser beneficiado com uma das duas capacitações, o candidato deve estar incluído no CadÚnico, ser adulto e possuir escolaridade mínima até a 5ª série do Ensino Fundamental.

A secretária destaca que os cursos são viabilizados com recursos da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Ação Social, Trabalho e Renda, oriundos do Ministério de Desenvolvimento e Combate à Fome.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Redes sociais começam a realmente influir decisivamente na campanha eleitoral

Por: Carlos Newton
Desde o último dia 5 os candidatos estão autorizados pelo Tribunal Superior Eleitoral a fazer campanha na internet. Pela resolução do próprio TSE, podem ser usados sites dos candidatos, do partido ou da coligação com o endereço eletrônico registrado no tribunal. Também está aberta a propaganda nas ferramentas das redes sociais desde que geridas pelo candidato, partido ou coligação.

A resolução do TSE impede apenas a veiculação de qualquer propaganda paga nesses portais. O fato é que os políticos já estão conscientes de que o uso da internet e das redes sociais começa a influir decisivamente nas campanhas eleitorais. O uso de ferramentas da internet, em especial as redes sociais, tem feito parte da rotina dos parlamentares e vai ser um poderoso trunfo nas eleições municipais de outubro.

O senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), membro da Executiva Nacional, recomenda que os candidatos do seu partido usem a internet como um importante instrumento eleitoral. O parlamentar, mesmo sem estar envolvido atualmente na campanha, mantém uma equipe só para divulgar sua atividade política e o manter informado das demandas de seu eleitorado.

“Somando as minhas redes sociais, já tenho mais de 60 mil seguidores. No meu estado, o jornal de maior circulação tem tiragem diária de 18 mil exemplares”, compara Eunício Oliveira, em entrevista à Agência Brasil.

O líder do PT no Senado, Walter Pinheiro (PT-BA), diz que os candidatos ao cargo de prefeito devem estar atentos às manifestações dos cidadãos na rede. “Ao contrário da TV e do rádio, a internet é uma qualificadora do caminho de volta. Nela, há interatividade imediata entre o eleitor e o candidato”, salienta.

O presidente do DEM, José Agripino Maia (RN), também destaca o poder instantâneo da rede mundial de computadores. Para ele, o custo praticamente zero nas campanhas eleitorais na rede é outro ponto positivo.

Veterano no uso das mídias sociais, ele ressalta a importância que os comitês das campanhas devem dar à internet, assim como a TV e o rádio, na formação da opinião do eleitorado.

“É uma ferramenta que deve ser usada como um instrumento de comunicação e debate de idéias”, diz Agripino.

Traduzindo: os cabos-eleitorais precisam mostrar serviço, para não perderem os empregos. O avanço da tecnologia é perverso e não perdoa ninguém.

terça-feira, 24 de julho de 2012

CGTEE a perigo?

Em artigo originalmente publicado no jornal O Globo, no último domingo, com reiteradas publicações na internet, a economista Elena Landau, que conduziu o programa de desestatização no governo FHC, afirma que a presidente Dilma Rousseff decidiu retomar esse processo. Leia seu artigo:
Saindo do armário 

Por: Elena Landau
Primeiro foram os aeroportos, depois os portos e refinarias. Agora vem um pacote para aprofundar o processo de concessões para o setor privado e ressuscitar o PAC. Depois de um surto intervencionista, o governo percebeu que é impossível crescer de forma sustentada sem investimentos em infraestrutura e muito menos sem capital privado. Finalmente o PT rendeu-se ao óbvio e abraçou a agenda das privatizações de vez. O problema é que o faz de forma encabulada, tentando fingir que não faz o que faz, e nisso acaba fazendo malfeito.

A verdade é que a privatização nunca foi abandonada. Mudou de forma e foi redesenhada, refletindo circunstâncias econômicas e preferências governamentais, mas nunca deixou de acontecer ao longo dos últimos 20 anos.

A desestatização começou em setores industriais, para depois incluir concessões públicas possibilitando o país cumprir uma agenda de investimentos que o Estado, por falta de recursos e restrições institucionais e políticas, não podia fazer sozinho. As formas de venda também variaram ao longo do tempo: moedas de privatização foram aceitas no início, depois veio a participação do BNDES e dos fundos de pensão. Em muitos casos a privatização foi integral, em outros, empresas estatais mantiveram participações minoritárias nas empresas privatizadas. O fato é que, de Collor a Dilma, o reposicionamento do Estado na atividade econômica nunca parou.

Acontece que o governo petista ficou por muito tempo aprisionado por um discurso eleitoral que satanizava as privatizações. Demorou a sair do armário e mesmo assim continua envergonhado de um processo que só traz benefícios ao país. O grave, no entanto, não é a retórica da política, mas as falhas efetivas da privatização petista.

Primeiro, o processo de privatização petista peca por falta de planejamento. Vende concessões isoladamente sem pensar no setor, como nos aeroportos. Não há um plano de setor aeroportuário, apenas uma venda de ativos premida pela necessidade de melhorar a infraestrutura até a Copa do Mundo. Processo oposto ao das telecomunicações, quando toda a prestação do serviço foi redesenhada através de uma Lei Geral e uma agência reguladora específica foi criada. O setor de petróleo foi redefinido sem a análise e o debate necessários, embarcando em um modelo de exploração do pré-sal que, combinado com a política de conteúdo local, deixa a Petrobras numa armadilha e paralisada.

Segundo, erra na falta de critérios para qualificar os participantes dos leilões. O próprio governo tentou pressionar pela mudança dos consórcios já nos dias seguintes à privatização em Belo Monte. Se o consórcio não era sólido o suficiente para ganhar o leilão, por que não foi impedido de participar na pré-qualificação?

Terceiro, ficou refém do populismo. Muitas concessões de rodovias feitas no governo Lula não tiveram seus compromissos de edital realizados porque o pedágio não cobre os custos. E aí volta a velha prática de aditivos e ajustes no contrato. No setor elétrico, o baixo custo obtido nos leilões, apregoado como vitória política, é compensado por um elevado financiamento público, cujos critérios mudam a cada leilão, para não falar de mudanças do combustível original e dos titulares dos contratos, em completo desacordo do que se espera de um processo de licitação impessoal e transparente. Aos poucos este governo vai tomando consciência que o barato sai caro. Não há almoço grátis: ou paga o usuário ou paga o contribuinte.

Quarto, o governo petista politizou as agências reguladoras e tirou do Cade o poder de avaliar riscos à competição nas licitações públicas. Por fim, a expressiva participação de estatais para disfarçar a privatização, como a Infraero, não permite um choque na gestão nem ganhos fiscais.

Para dar mais competitividade à indústria o melhor a fazer, além de redução de impostos e juros, é melhorar a infraestrutura do país. Para isso, é preciso sair do armário de vez: planejar a privatização dos setores de infraestrutura, aprimorar os critérios de qualificação dos consórcios e fortalecer as agências reguladoras. E claro, governar com a realidade e não com a ideologia dos palanques. Ou seja, acabar com os malfeitos.

Nota do Blogueiro: Com relação a CGTEE, a patinho feio da Eletrobrás, objeto do título, por ora, tudo são conjecturas. Quem vai decidir é a presidente Dilma. O bem ao futuro pertence. Se vai acontecer ou não, penso eu, será uma questão de tempo. Suficiente, no entanto, para fazer despertar os temidos fantasmas de agosto (privatização, concessão ou perde do controle acionário).

Campeonato Municipal de Futsal - 10ª rodada

A equipe do João Emílio não deu chances para o Residencial confronto válido pela décima rodada do Campeonato Municipal de Futsal 2012, disputada no sábado, dia 21. Apesar de ambas os times terem feito um jogo fechado, o João Emílio aplicou 6 a 2 e levou os três pontos.

Na data, outros quatro jogos foram realizados. Pela Prata, vitória do Galera sobre o Aston Villa, por 7 a 2, empate em 2 a 2, entre Agropecuária e Quem Te Falou, pela Bronze, e vitória do atual campeão dos veteranos Simca, sobre o Atlântico: 5 a 2.

O público ainda conferiu a goleada do Corinthians sobre o União Seival, pela categoria Feminino, por 6 a 0. Os jogos do certame acontecem sempre no Ginásio Dario Lassance.

Semana cheia

Para esta semana, a competição terá confrontos em quase todos os dias. Nesta terça-feira, as equipes disputam a 11ª rodada da competição. Já no dia seguinte, será realizada a 1ª rodada do certame, que havia sido adiada para uma data posterior. A complementação dos jogos prevê disputas, ainda, para a quinta-feira.

Confira a tabela:



11ª RODADA - TERÇA-FEIRA, 24/07/2012
19h - JUVENIL - HOOLIGANS X PARAISO
19h45 - VETERANO - SANTOS X MILAN
20h30 - BRONZE C - CBF X 22 DE DEZEMBRO
21h15- BRONZE D - ZANDONÁ X UFC
22h - OURO - LOCOMOTIVA X GARRA JOVEM

1ª RODADA - QUARTA-FEIRA, 25/07/2012
19h15 - JUVENIL - VILLA REAL X BROOKLYN
19h45 - FEMININO - BARCELONA X CORINTHIANS
20h30 - BRONZE A - LOBOS DA NOITE X EFC
21h15 - PRATA - PALMEIRAS X ATLÉTICO
22h - OURO - VITÓRIA X RECICLAGEM